Processed with VSCO with g3 preset

Antes de qualquer coisa: que saudade do Allergic. Que saudade que eu estava de falar com vocês. E sim, começaremos o ano já com uma pausa. Porque nada melhor do que começar refletindo, de coração tranquilo e com espaço pra tudo de bom que vem junto com o ano que chegou.

Eu, que sempre tive o coração tão cheio de otimismo sempre detestei as pessoas, um tanto quanto amargar e ouso dizer tristes, que no primeiro dia do ano, quando o clima ainda é de paz, esperança e alegria, quando se tem mil coisas interessantes pra fazer (como andar pela praia, admirar o nascer do sol, ou até dormir até tarde), preferem gastar seu tempo espalhando nas redes por aí a mensagem de que nada será diferente. Que nada muda. Que é só outro ano, que é só um número a mais. Chega a doer o coração. Como pode uma alma ser tão triste a ponto de realmente acreditar que nada de bom pode acontecer. Que nenhuma mudança há de chegar. Viver por aí estático, repetindo sempre a mesma rotina chata, no mesmo lugar de todo dia, com os mesmos rostos conhecidos há anos. É preciso ter sede. Ter a boca seca e o coração mais ainda, implorando por novidade. Por experiências que nos obriguem a descruzar os braços, tirar o corpo jogado no sofá e ir atrás do que realmente nos enche de prazer. Nada é mais lindo e mais gratificante do que se sentir pleno, se sentir realizado inteiramente. E na maioria das vezes, senão todas elas, essa sensação não está nada ligada ao material, e sim a experiência. A paisagem maravilhosa que tira o fôlego, num lugar onde você sempre sonhou em estar. A pessoa que te olha e te faz acelerar o coração. O emprego novo que você desejou desde pequeno. A viagem que você juntou dinheiro por anos pra conquistar. E tantas outras experiências e prazeres que a vida pode nos dar, se  a gente merecer. Se a gente se encher de otimismo e força de vontade, e correr atrás. Mostrar pro mundo que tudo que é seu há de chegar até você pelo teu próprio mérito, sem precisar derrubar nada nem ninguém. É um passo de cada vez, é um tijolo em cima do outro, entretanto o começo vem mais simples. Vem da vontade que te transborda, e mais que isso, da tua fé em tudo que sonha. Se nós nunca acreditarmos de verdade que tudo que a gente deseja pode sim ser realizado, então morreremos com o que a vida oferecer de graça, fácil, de mão beijada. Morrerá afogado na frustração de achar que tudo de ruim só acontece com você, de que lhe faltaram oportunidades, de que o seu caminho sempre te levou a um destino que nunca lhe agradou. E isso é solitário demais. É escuro demais. O mundo não é um lugar fácil, a vida não é filme, mas com um pouquinho de otimismo, com uma dose de fé e muita alegria, a gente chega lá. A gente passa pelos trancos, sobe os barrancos e encontra o horizonte que sempre imaginou pela janela do quarto. Tudo é possível, quando seu coração acredita que é!

Um feliz 2016 à todos os leitores do Allergic to Basic. Que esse seja o ano da realização do sonho de todos vocês! ❤

newfimdepost

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s